Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

CredCORP | 17 de maio de 2017
CredCORP: evolução e história
Diretor-Superintendente da Fundacred Nivio Júnior Lewis Delgado explica a importância do crédito educacional corporativo.
Copiar link
CredCORP: evolução e história

Criado a partir de uma necessidade interna em investir nos seus próprios profissionais, o programa de crédito educacional corporativo da Fundacred (CredCORP) já existe desde a década de oitenta.  Porém foi entre o final do ano de 2014 e início de 2015 – com a redução da oferta dos financiamentos estudantis no mercado – que o CredCORP se tornou uma opção para o público externo.

Tanto as IES como as empresas tinham interesses em comum com o serviço oferecido pelo crédito educacional corporativo da Fundação. Enquanto as instituições de ensino buscavam um aumento do fluxo de caixa, as corporações procuravam garantias do retorno sobre o investimento.  Foi quando  a Fundacred apresentou o CredCORP como solução para as duas necessidades, contando com o seu know-how em realizar contratos seguros e o aporte para captar os recursos essenciais em ambos os casos.

O CredCORP em números

O Diretor-Superintendente da Fundacred Nivio Júnior Lewis Delgado afirma que, segundo dados de 2014, a média de investimento em educação corporativa no Brasil é de 0.47%. A Fundação, ao longo das suas quatro décadas de existência, já investiu em torno de 1.8% em qualificação de seu público interno, ultrapassando a média nacional. 

Em relação à qualificação profissional dos funcionários, a Fundacred já capacitou 51% do seu  elenco. Desse grupo, 53% obtiveram ascensão em suas carreiras na Fundação. Um exemplo destes profissionais é o próprio Nivio, que já possui vinte anos de serviços prestados à Fundacred e utilizou os recursos do crédito educacional corporativo para qualificar-se profissionalmente.

Os benefícios do CredCORP para IES, empresas e profissionais

O CredCORP oferece diversos benefícios para profissionais, empresas e instituições de ensino.

Aos profissionais, o investimento em educação auxilia na caminhada para uma melhor posição e qualificação no mercado de trabalho.

Para as IES, o CredCORP proporciona captação de novos estudantes, menor taxa de inadimplência (visto que o financiador é uma pessoa jurídica), fidelização do estudante e redução da evasão (devido ao compromisso com seu empregador em concluir o curso), melhor aproveitamento acadêmico do beneficiário (auxiliando o progresso dos índices das IES em exames como o  Enade, por exemplo) e alinhamento com o mercado – aproximando o mundo corporativo do educacional, fazendo com que as IES entendam as reais necessidades das corporações (disciplinas, tendências e conteúdos).

Já para as empresas, o CredCORP oferece aporte alicerçado sobre seus três pilares:  retorno sobre o investimento, segurança jurídica e redução do esforço operacional.

Retorno sobre o investimento: quando o colaborador assume um compromisso com a empresa, o empregador adquire mais segurança para investir no capital humano.

Segurança jurídica: antes mesmo de lançar o CredCORP ao mercado externo, a Fundacred sempre esteve atenta e preocupada em obter a melhor consultoria jurídica disponível para os assuntos de crédito educacional corporativo.

Redução do esforço operacional: representa todo o processo de amarração contratual; desde a concessão, identificação do perfil dos colaboradores, plataforma customizada, manutenção de contratos, controle de repasses, credenciamentos das IES, busca de descontos nas IES até a recuperação dos recursos do profissional que evadir (quando necessário). Tudo isso contando com a segurança, customização e controle digital de um portal online totalmente informatizado.

Os benefícios do CredCORP para a sociedade brasileira

Delgado afirma que, segundo dados do Fórum Econômico Mundial 2015, o Brasil, entre 124 nações, está em 78ª posição em qualificação da mão de obra. Portanto, pode-se concluir que há um problema enorme de produtividade no Brasil.

Mas este problema, segundo o Diretor-Superintendente da Fundacred, “não se deve a uma falta de interesse ou aspiração do trabalhador brasileiro em produzir mais e evoluir na sua carreira, mas da ausência de oportunidades e recursos necessários para investir na própria qualificação. Essa qualificação invariavelmente traz resultados e produtividade. É preciso que o prestador de serviço educacional se conecte melhor com o mercado e o mercado entenda a academia como fonte de impacto positivo para o negócio. Somos o “hub” para essa conexão tão importante.”

Para concluir, Delgado declara que é preciso “reunir o mercado com seu poder econômico e a academia com sua capacidade de conhecimento, alinhando-os em um mesmo rumo, que é o desenvolvimento do país, a fim de melhorar a qualidade de vida das pessoas e poder mudar o Brasil”.

Por: Jéssica Corrêa

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger