Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
(51) 989.590.959


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2019. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 29 de maio de 2017
Inep nega erro e diz que não devolve taxa paga por quem reclama direito à isenção
Órgão ligado ao MEC deu prazo de 30 dias para recursos. Medida foi resultado de acordo com o Ministério Público Federal.
Copiar link
Inep nega erro e diz que não devolve taxa paga por quem reclama direito à isenção

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ) divulgou nota nesta sexta-feira (26) para afirmar que não foi registrado qualquer erro no Sistema de Inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (2017) em relação à concessão de isenções de pagamento.

Na quinta-feira (25), o órgão disse que o candidato que teve isenção de taxa negada no Enem tem 30 dias para recorrer.

Entretanto, o Inep diz que a possibilidade de corrigir a opção de isenção não será válida para quem já fez o pagamento do boleto.

O Inep diz que a possibilidade de recurso é resultado de um acordo com o Ministério Público Federal. Segundo o acordo, apenas participantes que fizeram uma opção equivocada na inscrição, tiveram o pedido de isenção indeferido e não efetuaram o pagamento do boleto terão uma chance de corrigir a opção.

O órgão avalia que os participantes que buscavam a isenção podem ter errado ao selecionar entre Lei ou Decreto que justificaria a isenção.

Como reclamar

Segundo o Inep, os reclamantes precisarão comprovar a situação de vulnerabilidade sócioeconômica. Os documentos comprobatórios devem ser encaminhados pelo e-mail isencaoenem@inep.gov.br, até as 12h do dia 25 de junho.

O assunto do e-mail deve ser “Recurso Administrativo – Isenção da Taxa de Inscrição do Enem 2017”. O corpo do e-mail deve conter, logo no início, o nome completo, o CPF e o número de inscrição do participante; bem como o nome completo e o CPF da mãe. Segundo o Inep, a ausência de qualquer uma dessas informações inviabilizará a análise do recurso.

Fonte: G1

 

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger