Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Ciep | 16 de junho de 2017
O que os brasileiros mais querem estudar no exterior?
Pesquisa internacional identifica o que os brasileiros mais querem estudar no exterior.
Copiar link
O que os brasileiros mais querem estudar no exterior?

Estudantes estão interessados em cursar graduações (35%) e pós-graduações (34%) no exterior, seguido de cursos de inglês EFL e ESL (23%).

Uma nova pesquisa internacional foi realizada pelo Hotcourses Group para identificar o que os estudantes do mundo inteiro procuram quando pesquisam por cursos no exterior – qualificação, área de estudo, recursos, contato com as universidades, entre outros fatores. Realizada em abril, além dos fatores gerais, a pesquisa também tinha intuito de medir o impacto do resultado das eleições norte-americanas na comunidade de estudantes internacionais três meses após Donald Trump assumir a presidência dos Estados Unidos. Os estudantes ainda consideram o país como destino de estudo? Por quê? O que mais os preocupa?

A Hotcourses Group International Survey foi traduzida para dez idiomas diferentes e realizada com 2.363 usuários do Hotcourses Group de 11 mercados internacionais, inclusive o brasileiro. Os respondentes eram do Oriente Médio, Paquistão, Tailândia, Rússia, Vietnã, Indonésia, América Latina, Turquia, Nigéria, Gana, Malásia, Coreia do Sul, China e Brasil.

A pesquisa identificou que os estudantes estão interessados em cursar graduações (35%) e pós-graduações (34%) no exterior, seguido de cursos de inglês EFL e ESL (23%). As áreas de estudo mais procuradas são as de Negócios e Gestão (29%), Saúde e Medicina, e Turismo (ambas com 22%).

Sessenta e seis por cento dos respondentes disseram usar os mecanismos de busca na web como o principal recurso de pesquisa e informação sobre universidades no exteriorem segundo lugar, ficaram os sites de pesquisa especializados em educação internacional e as redes sociais, com 53% cada. Os sites oficiais das universidades servem de fonte para 52% dos respondentes.

Pouco mais de 10% dos respondentes eram usuários do Brasil, sendo 9% brasileiros e a porcentagem restante representada por Moçambique, Angola e outros. Entre os participantes brasileiros, 67% eram mulheres e 33%, homens. De acordo com as respostas, o que eles mais procuram para estudar no exterior são graduações e cursos de Inglês como Segunda Língua, conhecidos como ESL. O Canadá aparece como o destino de estudo mais popular.

A nova pesquisa identificou também a popularidade dos Estados Unidos como destino de estudo entre os respondentes brasileiros agora que o presidente Donald Trump já governa o país há alguns meses e estabeleceu novas leis de imigração. Segundo os resultados, 51% disseram ser “muito provável” que estudariam em uma universidade internacional. Antes das eleições, 71% apresentavam-se “muito interessados” em estudar nos EUA; em abril de 2017, este número caiu para 49%. Já os que responderam “um pouco interessado” aumentaram de 12% para 23%.

Conheça as preferências dos estudantes brasileiros

Tipo de curso:

  • 42% – Graduação;
  • 32% – Cursos de inglês (ESL);
  • 21% – Pós-graduações;
  • 4% – Doutorados;
  • 1% – Associates.

Áreas de estudo:

  • 34% – Cursos de inglês (ESL);
  • 26% Saúde e Medicina;
  • 21% – Negócios e Gestão;
  • 18% – Artes Criativas e Design;
  • 17% – Humanas;
  • 13% – Engenharia;
  • 13% – Estudos Sociais e Midiáticos;
  • 11% – Viagem e Treinamento;
  • 11% – Direito;
  • 8% – Ciências Puras e Aplicadas;
  • 8% – Arquitetura e Construção;
  • 5% – Agricultura e Medicina Veterinária;
  • 5% – Cuidado Pessoal e Fitness;
  • 11% – Outros.

Fonte: Vestibular Brasil Escola e Site Hotcourses

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger