Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Carreiras | 17 de novembro de 2017
Fisioterapia
O profissional da área de Fisioterapia estuda os meios de prevenção e tratamento de distúrbios relacionados aos movimentos e as funções do corpo humano, através do emprego de técnicas como exercícios e massoterapia.
Copiar link
Fisioterapia

O curso de Fisioterapia possibilita ao estudante atuar em diversas áreas relacionadas ao tratamento de lesões e doenças relativas à atividade física, desde a fisioterapia esportiva, passando pela ortopedia até mesmo a terapia intensiva.

O profissional desse ramo está em constante contato com o objeto de seu estudo, ou seja, seus pacientes, por isso, é preciso que se tenha gosto e interesse em por todo o processo que leva à recuperação do indivíduo. O interessado no curso de Fisioterapia precisa gostar de aprender e se desenvolver, que são características fundamentais para os profissionais desse ramo, independentemente da área ou atividade escolhida.

Além disso, é preciso gostar de atividades que envolvam pessoas, isso porque é necessário que o profissional elabore uma rotina de procedimentos específicos para cada pessoa. Portanto, também é preciso ter interesse em se analisar caso a caso.

Possuir atenção a detalhes também é essencial, pois diversas atividades exigirão do profissional uma percepção precisa da evolução do paciente, bem como concentração, organização e disciplina, entre outras.

É de suma importância que o profissional de Fisioterapia busque sempre se atualizar. Diariamente, são feitas novas descobertas na área da saúde, o que impacta diariamente a carreira do profissional. Por isso, é mais que necessário sempre estar a par dessas possíveis alterações, e manter-se nos estudos é fundamental.

A graduação em Fisioterapia é oferecida unicamente na habilitação de bacharelado, sendo que geralmente dura cinco anos. Durante a faculdade o aluno aprende diversos aspectos sobre esse ramo das Ciências da Saúde. Sendo assim, anatomia, ortopedia e traumatologia ocupam boa parte da carga horária. Entre as matérias teóricas podemos encontrar biologia, saúde pública e também patologia.

Ao final da graduação, o aluno deverá realizar um estágio obrigatório, geralmente realizado em clínicas da própria instituição de ensino, trabalhos extracurriculares, voltados ao curso e uma Monografia.

Mercado de Trabalho

Essa área, não limita-se apenas à medicina corretiva, ou seja, à recuperação de pacientes lesionados. O profissional desse ramo pode exercer diversas atividades que necessitam do uso de um conhecimento sobre saúde e fisiologia, dentre as seguintes opções:

Cardiologia e Pneumologia – cuidando de pacientes tanto antes, quanto após as cirurgias. Também prevenindo e tratando as doenças cardio-respiratórias, reabilitando doentes e prescrevendo e aplicando exercícios ligados à essas áreas da anatomia.

Dermatofuncional – aplicando técnicas como as de massoterapia em pacientes em recuperação de cirurgias cosmética ou geral, amenizando, assim o desconforto dos mesmos. Aplicando aparelhos de raios infravermelhos, ultravioleta ou laser, com o intuito de reduzir lesões e acelerar o processo de cicatrização de queimaduras ou cortes. Ainda, realiza tratamentos estéticos.

Fisioterapeuta do Trabalho – atuando na prevenção e tratamento de doenças relacionadas ao trabalho, como as doenças osteomusculares por repetição de trabalho (DORT).Fisioterapeuta Esportivo – prevenindo e reabilitado, de lesões,atletas amadores e profissionais.

Fisioterapeuta de Grupos Específicos – estimulando os músculos de pessoas com limitações de movimentos, como, por exemplo, idosos e pessoas com deficiência.

Indústria de Equipamentos – atuando na pesquisa, desenvolvimento e teste de equipamentos para uso fisioterápico.

Neurologia Adulta – auxiliando, em conjunto com outros profissionais, na reabilitação de pacientes que sofreram danos cerebrais, como AVCs, paralisia ou traumatismo.

Neurologia Pediátrica – auxiliando na recuperação de crianças com patologias como paralisia cerebral ou síndrome de Down.

Ortopedia e Traumatologia – atuando na recuperação e redução das dores de pacientes com fraturas, traumas e luxações.

Terapia Intensiva – trabalhando no tratamento de pacientes críticos em UTI, fazendo uso de técnicas para reabilitação respiratória, neurológica e muscular.

Ensino – Trabalhando como professor em instituições de ensino públicas ou privadas.

Pesquisa – Trabalhando em instituições de ensino superior ou centros de pesquisa.

O profissional de Fisioterapia pode atuar nos seguintes lugares:

  • Hospitais
  • Centros de trauma
  • Clínicas
  • Instalações esportivas
  • Universidades
  • Empresas voltadas para o processamento de dados
  • Centros de pesquisa

Obs: Além da graduação, para exercer a função, o profissional de Fisioterapia deverá ter seu registro junto ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito).

O curso de Fisioterapia é facilmente encontrado em universidades públicas e particulares. Contudo, separamos uma lista com as principais faculdades do Brasil que disponibilizam esse tipo de curso. Confira:

AC: Rio Branco – Faculdade Meta; Uninorte

AL: Maceió – Fatec; Uninassau; Unirb/Ibesa; Unit

AM: Manaus – Uninassau; Ufam; Fametro; Coari – Ufam

AP: Macapá – Unifap; Faculdade de Macapá; Immes

BA: Salvador – DeVry Ruy Barbosa; Feira de Santana – Unef; Barreiras – FJC; Lauro Freitas – Uninassau

CE: Fortaleza – Fametro/Ateneu; Tianguá – iEducare; Icó – FVS; Juazeiro do Norte – Estácio FMJ

DF: Brasília – Estácio; Uniplan; Ceilândia – Universidade de Brasília

ES: Vitória – UFES; Guarapari – Pitágoras

GO: Goiânia – Objetivo; Ceres – Facer; Goiatuba – Faficer; Jataí – UFG

MA: São Luís – Pitágoras; Uninassau; Imperatriz – Unisulma; Pedreiras – Faesp

MG: Belo Horizonte – UniBH; Divinópolis – Uemg; Juiz de Fora – FJF

MS: Campo Grande – UFMS

MT: Cuiabá – IESMT; Cáceres – Fapan; Juína – Ajes; Sorriso – Unic Sorriso

PA: Belém – UFPA; Esmaz; Santarém – Iespes; Marabá – Metropolitana

PB: João Pessoa – FPB; Uninassau; Cabedelo – Iesp; Campina Grande – Unesc

PE: Recife – DeVry/Faculdade Joaquim Nabuco; Escada – Faesc; Paulista – Faculdade Joaquim Nabuco; Vitória de Santo Antão – Faintvisa

PI: Teresina – Uninassau; Picos – Faculdade R. Sá; Paranaíba – Faculdade Piauiense; Piripiri – Christus

PR:  Curitiba –Fies; Campo Mourão – Unicampo; Cornélio Procópio – Faculdade Dom Bosco; Londrina – Pitágoras

RJ: Rio de Janeiro – Unigranrio; Faculdades São José; Faculdade Gama e Souza; IFRJ

RN: Natal – Facesc; Uninassau; Fanec; Santa Cruz UFRN

RO: Porto Velho – Uniron; Ariquemes – Faema; Rolim de Moura – Faculdade São Paulo; Vilhena – Unesc

RR: Boa Vista – Faculdade Cathedral de Ensino Superior

RS: Porto Alegre – UniRitter; Canoas – UniRitter; Caxias do Sul – Anhanguera; Frederico Westphalen – URI

SC: Balneário Camboriú – Avantis; Guaramirim – Uniasselvi; Jaraguá do Sul – Faculdade Jangada; São Miguel do Oeste – Unoesc

SE: Aracaju – Estácio; Unirb/Uninassau; Lagarto – UFS

SP:  São Paulo – Anhanguera; Itapetininga – IIES; Ribeirão Preto – UNISEB; Marília – Faip

TO: Guaraí – Faculdade Guaraí; Gurupi – UnirG

Fonte: Canal de Ensino 

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger