Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Ciep | 23 de novembro de 2017
Top 10 países com os melhores sistemas de educação do mundo
The Social Progress Imperative compilou essa pesquisa das Nações Unidas, para criar o Social Progressive Index,SPI.
Copiar link
Top 10 países com os melhores sistemas de educação do mundo

Em relação aos países mais educados do mundo, a educação é algo que muitas pessoas em países desenvolvidos ganham certo reconhecimento, mas não há muito tempo, qualquer forma de educação era em grande parte reservada para a elite e ricos da sociedade, e particularmente, aos filhos de tais famílias.

Ao longo dos anos este fator mudou para melhor, e a educação se tornou comum para homens e mulheres em muitas partes do mundo. Contudo, há ainda um longo caminho a seguir antes que todos tenham acesso igual à educação.

No início desta década, mais de 130 milhões de adolescentes e crianças em todo o mundo estavam fora do sistema de ensino, segundo as Nações Unidas. Esta quantidade representa o quanto longe se está de alcançar um sistema real de educação global.

Nesta seleção estão em destaque os 10 países com o melhor sistema de educação do mundo. E em relação à forma de medir o acesso à educação nos países, o The Social Progress Imperative compilou essa pesquisa das Nações Unidas, para criar o Social Progressive Index,SPI.

E isso oferece uma maneira abrangente de medir o progresso social, a incluir uma pontuação para o nível do país de acesso ao conhecimento básico, levando em conta fatores como taxa de alfabetização de adultos, matrícula em escola primária, matrícula do ensino secundário, e anos médios das mulheres na escola.

Top 10 países com os melhores sistemas de educação do mundo

Estados Unidos

Os Estados Unidos compõem um caso especial, porque é um dos países mais desenvolvidos do mundo, mas surpreendentemente, as classificações do país estão reduzindo, a primeira nação desenvolvida a testemunhar este fenômeno.

A educação básica é gratuita no país, mas o acesso ao ensino superior é muito restrito e caro. Se este país é comparado aos outros, é possível dizer que não está fazendo um bom trabalho em melhoria da educação com os recursos disponíveis.

Polônia

Segundo a Constituição da Polônia, cada indivíduo possui o direito à educação. As escolas públicas no país oferecem educação gratuita e as autoridades públicas garantem que cada cidadão tenha acesso universal e igualitário à educação.

E quase não há jovens que não frequentam a escola. É exigido que crianças participem de 6 anos da educação primária e 3 anos de ensino secundário inferior.

Alemanha

A Alemanha possui um sistema de educação baseado em meritocracia. E como nos Estados Unidos, o sistema de educação difere de um estado para outro. Os estudantes na Alemanha devem, por lei, estudar uma língua estrangeira e eles são normalmente examinados durante todo o curso da educação; o SPI deverá crescer ao longo do tempo.

França

A França é conhecida mundialmente pelo seu sistema de educação inclusiva. A educação pública é disponível gratuitamente e 80% dos estudantes no país frequentam escolas públicas, enquanto apenas cerca de 20% estão em escolas privadas.

Mesmo assim, as escolas privadas são baratas, pois os professores são pagos pelo estado. O sistema francês é conhecido internacionalmente, seu rigoroso exame está mostrando progresso interessante.

Israel

O sistema de ensino de Israel é centralizado. Eles possuem escolas seculares, árabes, judias e católicas. Os estudantes têm ensino obrigatório do jardim de infância até a décima segunda série, e educação é gratuita. Para atividades extracurriculares, eles devem pagar, mas as taxas são muito baixas. Israel também aparece na lista dos países com maior percentual de formados em ensino superior.

Suécia

A Suécia tem um decreto de educação em que é obrigatório, que cada criança receberá educação, independentemente de seus status sócio-econômico. A educação é obrigatória começando na idade de 6 anos, até a idade de 16, e é gratuita. A Suécia gasta mais que a média de país em educação, 6.7% de seu orçamento nacional a cada ano.

Reino Unido

Os estudantes no Reino Unido podem freqüentar escolas estaduais gratuitas ou escolas independentes que cobram taxas. A lei exige que os estudantes passem por educação em tempo integral até que tenham 16 anos de idade.

E no Reino Unido, os incentivos financeiros são oferecidos para os adolescentes que continuam na educação, após a idade de 16, para preparação dos mesmos para educação superior ou emprego.

Coréia do Sul

A Coréia do Sul tem um sistema que oferece educação gratuita para todas as crianças entre 6 e 15 anos de idade, e estudantes do colegial que têm entre 15 e 18 anos de idade devem pagar taxa de matrícula, que é subsidiado pelo governo.

O efeito negativo deste tipo de sistema de ensino é que a estrutura altamente competitiva tem levado a um aumento nas taxas de suicídio entre jovens coreanos.

Japão

O Japão apresenta uma educação básica que é gratuita para todos e nacionalizada. O currículo é igual em todos os lugares, e controlado pelo Ministério da Educação. O Japão ocupa posição de grande destaque nesta seleção pela sua obrigatoriedade de ensino fundamental e médio e seu currículo rigoroso.

Canadá

O Canadá é um caso especial. O governo mal controla a educação, que é descentralizada e varia muito de estado para estado. Mas o acesso à educação é gratuito e obrigatório até as idades de 16 ou 18, a depender do estado.

Seu currículo varia, mas todo o sistema de educação trabalha perfeitamente. O país tem uma educação integral, que cria uma das forças de trabalho mais qualificadas do mundo.

Fonte: Revista Gestão Universitária

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger