Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Cases | 02 de abril de 2018
Cesusc é destaque no 16º Congresso Brasileiro de Gestão Educacional
IES catarinense foi premiada por oferecer solução de captação e retenção de alunos, além de reduzir a inadimplência no seu curso de Direito.
Copiar link
Cesusc é destaque no 16º Congresso Brasileiro de Gestão Educacional

O Congresso Brasileiro de Gestão Educacional (GEduc), realizado entre os dias 21 e 23 de março, em São Paulo, premiou a Faculdade Cesusc com a medalha de bronze na categoria “Gestão Administrativa e Comunicação”. O case “Captação e Retenção de Alunos e a Gestão da Inadimplência no Curso de Direito” mostrou a eficiência do CredIES Cesusc, o crédito educacional administrado pela Fundacred, na captação, retenção e redução dos índices de inadimplência na instituição.

Durante o evento, o Diretor Geral da Cesusc, Flávio Balbinot, ressaltou a importância da Fundacred como parceira na construção dessa solução. “Em 2014, no auge do Fies, tínhamos uma percepção de que os programas governamentais poderiam ser afetados devido às questões políticas e econômicas. Então, passamos a analisar opções de financiamentos privados. Dentre elas, a Fundacred foi a que despontou como a mais efetiva no controle destas variáveis que afetam a retenção e a inadimplência. O CredIES Cesusc trouxe muito resultado ao ser oferecido ao estudante como forma de que ele não abandonasse sua vida acadêmica”, reflete Balbinot.

O GEduc 2018 trouxe diversos modelos de gestão de alto impacto. Com isso, a Faculdade Cesusc pode mostrar como a parceria com a Fundacred tem contribuído para captar e reter os alunos, além de ajudar na redução dos índices de inadimplência. O Coordenador Comercial da Fundacred, Frederico Silveira, conversou com o Diretor

o Diretor Geral da Cesusc, sobre o case. Confira a entrevista na íntegra:

Como foi a concepção desse case premiado e quais elementos foram considerados em sua construção?

Flávio Balbinot – O case nasceu em 2014, quando iniciamos o Planejamento Estratégico da Faculdade Cesusc. Naquele momento, entendemos que precisávamos fazer alguns controles, principalmente na captação, retenção e inadimplência. Estes três fatores foram colocados como um tripé da nossa gestão porque compreendemos que o custo de reter um aluno é ⅕ do custo de captar um aluno. Então, por que me esforçar em captar, se eu posso me esforçar muito mais em reter? E a retenção, na verdade, tem muitas variáveis, e uma delas é a inadimplência: o aluno evade devido à dificuldade financeira que ele tem.

De que forma a Fundacred auxiliou a formatar esse case?

FB – Lá em 2014, no auge do Fies, tínhamos uma percepção de que os programas governamentais poderiam ser afetados devido às questões políticas e econômicas. Então, passamos a analisar opções de financiamentos privados, dentre elas a Fundacred foi a que despontou como sendo a mais efetiva no controle destas variáveis que afetam a retenção e a inadimplência, trazendo muito resultado ao estudante para  que ele não abandonasse a sua vida acadêmica.

Foi necessária alguma adaptação na operação da Cesusc?

FB – Claro! Havia por trás toda uma lógica de sustentação, por isso criamos um controle de retenção, onde o aluno passava por quatro setores dentro da instituição: três de controle, para saber se ele não possui nenhum tipo de dívida, ou financeira, ou na biblioteca, ou se ele não está estagiando. E, também, um controle pedagógico-financeiro, realizado por nossa assessora pedagógica, onde ela procura entender, a partir de uma conversa, o motivo do abandono do aluno. Toda vez que o motivo era financeiro, o CredIES Cesusc sempre se mostrou como uma opção que trazia muito resultado. Daí vem a importância da Fundacred neste prêmio que recebemos.

E quando surgiram os primeiros indicadores? E quais foram eles?

FB – Os resultados começaram a aparecer já em 2016, quando tivemos uma redução de 8,5%, que era a média de mercado, para 2,3% na inadimplência no curso de Direito, que corresponde a 70% do número de alunos da instituição. Em seguida veio o controle da inadimplência. Tínhamos uma preocupação de como os números iriam se comportar em relação à retenção e como manter nosso nível de evasão, em média de 5%, reduzindo a inadimplência. Essa preocupação é legítima porque, quando adotamos políticas de pagamento, a lógica indica uma maior dificuldade do aluno em permanecer na instituição. Nossa assessora pedagógica, a Silviane, foi fundamental fazendo esse trabalho de controle e busca de alternativas para cada estudante. E então, em 2017, reduzimos a inadimplência para 1,38%, frente aos indicadores de mercado que sinalizavam em torno de 9%, em instituições do mesmo porte da nossa. Registramos um índice de evasão abaixo de 5%, apresentando, ainda, aumento em nossa captação. Foi, sem dúvida, um resultado surpreendente para a faculdade.

Quais serão os próximos passos na continuidade deste trabalho?

FB – Nosso olhar agora se volta para um controle de evasão mais efetivo, tendo como objetivo reduzir nosso índice para 2%, em todos os cursos. Essa preocupação se torna ainda maior com a nossa entrada no “mundo online”, com o EaD. O Cesusc Online tem uma preocupação grande nesse sentido, e inclusive o seu projeto já foi concebido pensando nessa abordagem do tripé captação-evasão-inadimplência. Uma das formas que encontramos é controlar disciplina por disciplina dentro do online; já estamos indo para a quarta disciplina e, até o momento, não houve evasão. Existe um estudo do percentual de evasão durante o curso online e estamos muito satisfeitos com a amostragem que temos até aqui, embora ainda pequena em números absolutos, mas muito grande percentualmente. Temos alguns cursos presenciais também com índices de evasão muito significativos: o curso de marketing, por exemplo, que é um curso novo, está indo para a sua quarta fase com evasão zero. Isso é muito legal, porque nos dá a ideia de estarmos no caminho certo.

Falando sobre a parceria com a Fundacred, conte para a gente como foi o processo de escolha e qual a expectativa da Cesusc em relação ao CredIES?

FB – Por que nós escolhemos a Fundacred? A gente analisou outros serviços, outras empresas que fornecem o mesmo tipo de serviço. Vamos falar de Fies, por exemplo: a Faculdade Cesusc não aderiu ao Novo Fies, fazendo apenas a manutenção dos contratos vigentes. Por que não aderimos? Eu tenho um desembolso muito grande em cima do valor da mensalidade e nós não cobramos valor adicional do estudante, não fazemos cálculo de preço para ganhar mais em cima do aluno. Então, quaisquer valores que deixamos de receber, impacta diretamente em meu fluxo de caixa, além do próprio Planejamento Estratégico da Faculdade, em um modelo onde dependemos 100% das nossas receitas. E, analisando outras empresas, a Fundacred foi a que melhor apresentou uma solução para esse desembolso; é a menor taxa do mercado! Além disso, os alunos gostam do CredIES, pois acham fácil simular, contratar, e na gestão institucional também há muitos ganhos, é muito simples de trabalhar.

Gostaria de deixar uma mensagem para quem estiver lendo essa entrevista?

FB – Há uma palavra que resume tudo isso: acolhimento. Não sabemos se vamos aumentar o número de estudantes, e esse é um desafio da instituição; mas o que sabemos é que o caminho para um crescimento sustentável é controlar todas as variáveis do processo, e o nosso tripé é fundamental para isso. Eu diria, inclusive, que, assim como o Cesusc tem a preocupação do acolhimento, é muito claro que a Fundacred tem a mesma preocupação. Penso que, na sequência do nosso trabalho, o CredIES seja utilizado ainda mais fortemente na captação, ao ser oferecido para os estudantes que ingressam na instituição na expectativa de conseguirem custear seus estudos. Temos uma responsabilidade muito grande na vida dessas pessoas, muitas vezes recebemos estudantes que são os primeiros da família a realizar uma graduação, e isso é muito gratificante para todos nós, contribuir com esse processo é a nossa razão de existir.

Por: Assessoria de Imprensa

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do Messenger