Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Ciep | 11 de dezembro de 2018
Currículo Lattes – Guia de como fazer
Candidatos que pretendem concorrer a uma bolsa de estudos, como as bolsas de pesquisa fornecidas pelo CNPq, ingressar em um concurso público para docente ou seguir carreira acadêmica e fazer mestrado e doutorado.
Copiar link
Currículo Lattes – Guia de como fazer

É imprescindível ter um currículo Lattes, que reúne informações sobre estudantes de graduação, pós-graduação, docentes e pesquisadores, incluindo histórico acadêmico completo e publicações bibliográficas.

O que é currículo Lattes?

A plataforma Lattes é gerenciada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Seu objetivo é organizar currículos e informações sobre pesquisadores, docentes e discentes.

O currículo disponibilizado pela plataforma recebeu o nome Lattes, pois foi idealizado pelo físico Césare Mansueto Giulio Lattes, que atuou como membro do conselho deliberativo do CNPq na década de 1950.

O CNPq exige que cada universitário, pesquisador ou docente tenha o cadastro e o currículo Lattes atualizados. Então, se você pretende seguir carreira no meio acadêmico, é muito importante estar ativo na plataforma, principalmente para concorrer  a bolsas de estudo.

Além das informações gerais do perfil do usuário, como nome, instituição de ensino e área de atuação, é possível acessar seu histórico acadêmico, incluindo publicações bibliográficas da graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado, participações em eventos culturais, congressos, seminários, bancas e orientações de pesquisa e trabalhos acadêmicos.

Apesar de ser uma plataforma que reúne principalmente pesquisadores e docentes universitários, há muitas pessoas que utilizam o modelo do currículo Lattes para divulgar seu perfil profissional. Isso acontece pela credibilidade das informações, já que alguns dados são conferidos pelo CNPq.

Como fazer um currículo Lattes?

1– Faça seu cadastro na plataforma Lattes

O primeiro passo para ter um currículo na plataforma é realizar o cadastro. Para tanto, vá até o campo “Cadastrar-se” e digite:

  • nome completo;
  • número do cadastro de pessoa física (CPF);
  • nacionalidade e país de nascimento;
  • data de nascimento;
  • e-mail;
  • senha;

Cadastre um e-mail que você abra com frequência e anote o login e a senha, pois eles serão fundamentais para acessar seu currículo, inserir e alterar informações.

Quando você terminar de fornecer seus dados, a plataforma mostrará uma caixa de diálogo com o “Termo de Adesão e Compromisso”. É uma declaração de comprometimento com as regras do site, logo, leia com atenção e clique em “Estou de acordo”. Feito isso, seu cadastro será validado e você poderá seguir para o próximo passo.

2– Insira informações no seu currículo Lattes

Vá até o campo “cadastrar novo currículo” e inclua informações como formação e títulos acadêmicos, instituição de ensino, área de atuação, experiências profissionais e nível de proficiência em idiomas. Além desses tópicos essenciais, você também pode inserir uma foto e um resumo de suas principais qualificações.

O destaque do currículo Lattes está na organização de dados sobre sua vida acadêmica. As diferenças entre o perfil de estudante e o de professor, por exemplo, estão no preenchimento de algumas categorias, como “Orientações” e “Bancas”. Confira abaixo como completar cada uma delas:

  • Publicações de artigos na plataforma: insira informações sobre artigos, revisões bibliográficas, capítulos e livros de sua autoria.
  • Produção Técnica: inclua dados sobre cursos ministrados, elaboração de materiais técnicos, relatórios de pesquisa, resumos publicados e trabalhos apresentados em congressos.
  • Orientações: essa categoria é destinada a professores que orientam estudantes em pesquisas de iniciação cientifica, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado. Para todos os trabalhos que você supervisionou, forneça título, áreas de atuação e instituição de ensino.
  • Produção Cultural: inclua outras produções relevantes para a disseminação da cultura e da educação, como artes cênicas, artes plásticas e músicas.
  • Eventos: insira participações em congressos, exposições e feiras acadêmicas.
  • Bancas: aqui, os professores devem incluir suas participações em bancas de trabalhos de conclusão de curso, de mestrado, doutorado ou pós-doutorado.
  • Indicadores: este campo é feito pela plataforma e mostra, em formato de gráfico, os índices de produção bibliográfica e técnica com base no volume de cadastros.

3– Envie seu currículo para o CNPq

Após inserir todas as informações pessoais, acadêmicas e profissionais, é necessário enviá-las ao CNPq. Sem este envio, os dados, apesar salvos no seu cadastro, não serão efetivados pela instituição. Se isso acontecer, seu perfil não aparecerá nas buscas online.

Quando terminar de salvar as informações na plataforma, aceite o termo de compromisso e clique na tela que mostrará algo como “Atenção! As alterações realizadas só serão aceitas quando enviadas ao CNPq em definitivo. Clique aqui para enviá-las”.

Seu currículo Lattes será validado em até 24 horas. Neste prazo, com o objetivo de evitar fraudes, o CNPq verificará dados como nome completo, nome da mãe, sexo, nacionalidade, data de nascimento e CPF.

Caso ocorra algum erro nesta checagem, o usuário tem 30 dias para revisar o cadastro, fornecer as informações corretas e enviá-las outra vez para validação do CNPq. Lembre-se de realizar este processo sempre que você atualizar seu currículo Lattes.

4–  Disponibilize seu Currículo Lattes no Google

O primeiro passo para que o currículo apareça em pesquisas do Google é validar seu cadastro seguindo as orientações anteriores.

Se você quiser ter um link com o endereço do seu perfil na plataforma Lattes, basta abrir a página “Incluir/Remover URL (Google)”, digitar o link e as palavras-chave. Desta forma, seu currículo, sua foto e o resumo de suas qualificações aparecerão em pesquisas online.

5–  Salve seu Currículo Lattes em pdf

Para imprimir seu currículo, clique no ícone com desenho de impressora que aparece na barra da tela. Já para salvar o documento em PDF, siga este mesmo caminho, como se estivesse selecionando a impressora. Feito isso, escolha o nome do arquivo e salve em PDF.

6- Alterando informações e atualizando o currículo

Se você precisar inserir novas informações no currículo, acesse seu cadastro, digite os novos dados, salve as alterações e as envie para validação do CNPq.

Caso não consiga fazer algumas modificações, como de seu sobrenome, por exemplo, inclua o dado atualizado, mas não exclua o anterior, para não dar erro no cadastro nem no banco de buscas.

Você também pode solicitar que as informações sejam alteradas pela equipe de suporte da plataforma. Neste caso, envie um e-mail para “suporte-senha@cnpq.br” com:

  • Nome completo (anterior ou incorreto);
  • Nome completo (novo ou correto);
  • Nº CPF;
  • Nº RG;
  • Data de nascimento;
  • Filiação (nome mãe/pai).

Cuidados importantes ao preencher o Currículo Lattes

Quando você termina o cadastro ou atualiza informações, a plataforma solicita o aceite do Termo de Adesão e Compromisso, no qual aparece algo como:

Declaração

O solicitante declara formalmente que está de acordo com o Termo de Adesão e Compromisso da Plataforma (Declaração feita em observância aos artigos 297-299 do Código Penal Brasileiro).

(  ) Li e estou de acordo com a citação acima;

(  ) Autorizo a publicação da versão em inglês do meu currículo

Idioma do currículo (  ) Português ( ) Inglês

Ao selecionar a opção “Li e estou de acordo com a citação acima”,  você assume que todas as informações inseridas são verdadeiras e está ciente das penalidades para quem infringir os artigos citados.

Mas o que significam os artigos 297, 298 e 299 do Código Penal Brasileiro?

Estes itens tratam da falsificação de documentos públicos ou particulares e de declarações falsas relacionadas com os dados cadastrados. Tome cuidado com as informações inseridas no seu cadastro e em caso de dúvida, acesse a página explicativa http://efomento.cnpq.br/efomento/html/falsiDocPublico.htm

Fonte: Canal do Ensino

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger