Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
(51) 989.590.959


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2019. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 15 de março de 2019
Centro de pesquisa vinculado à ONU seleciona artigos dedicados à igualdade de gênero
Tema escolhido foi "Pensar igual, construir de forma inteligente, inovar para mudar".
Copiar link
Centro de pesquisa vinculado à ONU seleciona artigos dedicados à igualdade de gênero

Para lembrar o Dia Internacional da Mulher, o Centro Internacional de Políticas para Crescimento Inclusivo (IPC-IG) selecionou artigos dedicados ao empoderamento das mulheres e à igualdade de gênero.

O tema escolhido este ano para lembrar a data foi “Pensar igual, construir de forma inteligente, inovar para mudar”, cujo objetivo é buscar formas inovadoras de avançar na igualdade de gênero e no empoderamento das mulheres, particularmente nas áreas de sistemas de proteção social, acesso a serviços públicos e infraestrutura sustentável.

Para lembrar o Dia Internacional da Mulher, o Centro Internacional de Políticas para Crescimento Inclusivo (IPC-IG) selecionou artigos dedicados ao empoderamento das mulheres e à igualdade de gênero.

O tema escolhido este ano para lembrar a data foi “Pensar igual, construir de forma inteligente, inovar para mudar”, cujo objetivo é buscar formas inovadoras de avançar na igualdade de gênero e no empoderamento das mulheres, particularmente nas áreas de sistemas de proteção social, acesso a serviços públicos e infraestrutura sustentável.

Da proteção social à participação das mulheres no mercado de trabalho, o IPC-IG escolheu algumas publicações recentemente lançadas pelo Centro.

A Revista Policy in Focus intitulada em inglês ” Women at work: addressing the gaps ” (Mulheres no trabalho: enfrentando as desigualdades) aborda as barreiras significativas que as mulheres em todo o mundo enfrentam diariamente para se posicionar como cidadãs economicamente ativas.

A publicação destaca um aspecto crucial do empoderamento econômico das mulheres: a participação no mercado de trabalho. Nem todos os tipos de trabalho resultam em experiências positivas para as mulheres, uma vez que elas enfrentam desafios na busca por empregos produtivos e bem remunerados, que lhes permitam acumular ativos.

O tempo que as mulheres podem dedicar ao mercado de trabalho permanecerá limitado se normas sociais profundamente enraizadas, como as relativas ao trabalho doméstico e ao cuidado das crianças, não forem repensadas para que todos os membros da família dividam as tarefas igualmente.

Outra publicação da Revista Policy in Focus é ” Proteção social: rumo à igualdade de gênero “, que conta com estudos que focam nos contextos dos programas de proteção social implementados atualmente em África do Sul, Egito, Uganda, Tanzânia e Brasil.

Alguns dos artigos apresentam reflexões sobre os desafios para o alcance da igualdade de gênero por meio de políticas sociais, onde podemos melhorar e onde estamos vendo progresso.

Já a Revista Policy in Focus ” Mulheres Protagonistas ” destaca exemplos de mulheres em posição de liderança em uma sociedade antagônica. Essa edição reconhece as pluralidades de experiências e desafios experimentados por mulheres em todo o mundo, desde os desafios biológicos aos de integridade física e saúde reprodutiva, e restrições impostas por certos valores e normas sociais.

A publicação One Pager sobre ” Como fazer os programas de transferência de renda funcionarem bem para mulheres e crianças? ” procura delinear boas estratégias e práticas no desenho e na implementação de programas de transferência de renda sensíveis ao gênero e às crianças, com base na experiência internacional.

O estudo concentra-se nas características do programa, destacando a importância de antecipar os efeitos sobre as mulheres e crianças durante cada etapa de desenho, implementação e avaliação do programa.

A publicação One Pager ” Desafios e perspectivas para as mulheres rurais no Brasil sob a ótica da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável ” examina a desigualdade enfrentada pelas mulheres rurais e propõe uma estrutura política baseada na agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) para a criação de uma estratégia que poderia diminuir disparidades no acesso a fatores de produção,tecnologia, conhecimento e oportunidades econômicas e sociais, bem como melhorar o papel das mulheres na agricultura, com benefícios significativos para alcançar todos os ODSs.

Clique aqui para acessar outras sugestões de leitura.

Fonte: ONUBR

Copiar link Comentários ()
Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger