Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
(51) 989.590.959


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2019. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Sem categoria | 19 de julho de 2019
Deu branco na hora de escrever? Veja como estimular sua escrita
Copiar link
Deu branco na hora de escrever? Veja como estimular sua escrita

Às vezes as palavras escapam e, por mais que se tente, resgatá-las parece impossível. O que pode fazer toda a diferença já que cada uma delas é importante para construir as engrenagens e travessias do texto. Até mesmo quem está familiarizado com a escrita, pelo trabalho ou vida acadêmica, pode ter momentos de falta de inspiração e se deparar com esse problema. Ficar sem saber por onde começar é um desafio comum que nem mesmo autores famosos estão ilesos. 

Já ouviu falar que criatividade é 1% de inspiração e 99% de transpiração? Bem, isso quer dizer que, para se chegar a um bom resultado, ter uma boa ideia é só o começo. Muito trabalho e energia estão envolvidos na produção de um texto. Por isso, ter paciência é imprescindível. Há momentos em que simplesmente não nos sentimos dispostos a escrever. Nessas horas, se for possível, a melhor coisa a se fazer é dar um tempo: caminhar, conversar, tomar água, refrescar a mente e as ideias para o próximo round. 

Para desbloquear a mente e começar a construir sua redação, planejar é preciso. Dominar o assunto tratado, assim como considerar novos pontos de vista enriquece o repertório. Depois disso, as ideias que surgem devem ser registradas e organizadas. 

Escreva mesmo que seja para descartar 

Parece óbvio, mas para iniciar basta começar a escrever. Especialistas em escrita criativa defendem que o segredo de escrever bem é escrever todos os dias. Não que isso signifique que tudo o que for registrado resultará em uma obra-prima. No entanto, entre um parágrafo e outro, uma boa ideia pode surgir e a partir disso a inspiração necessária. 

Então, rabisque, digite, apague, deixe que as palavras se manifestem de uma forma natural e espontânea. Quanto mais frequente for esse exercício, ao longo do tempo, mais fácil se tornará alcançar um bom volume de texto e ideias. 

Em momentos de tensão, com prazos apertados, a mesma prática pode ser usada delimitando um tema. Basta definir qual o assunto a ser tratado e anotar todas as informações, percepções e opiniões sobre o tópico. Aos poucos, irá se formar um quadro geral de ideias, o qual servirá de ponto de partida para o texto ser produzido. 

Pesquise sobre o tema e guarde as ideias relevantes

Antes de selecionar as ideias que vão entrar no seu texto, pesquisar o que outras pessoas pensam sobre o assunto é uma boa. Verifique textos de sites, artigos e até mesmo livros sobre o tema. Identifique inclusive os pontos de vista contrários, teste seus argumentos, coloque à prova o que você pensa. 

Ao ler, faça marcações, registre citações que possam ajudar a resumir o que está sendo defendido e guarde para discutir no seu texto. Claro que algumas coisas encontradas podem ser irrelevantes ao seu assunto, por mais que estejam relacionadas com o tema. Por isso, também é importante investir um tempo para pesquisar, filtrar e relacionar o material obtido em sua redação. 

Faça perguntas e responda-as de maneira mais completa possível 

Quando alguém desconhece um assunto, algumas perguntas básicas precisam ser respondidas. O que é? Para quê? Por quê? Na tentativa de compreender uma nova ideia, existe a necessidade de situar-se, construir um contexto em que seja possível dimensionar o impacto das opiniões apresentadas.

O que poucas pessoas percebem é que os mesmos motores utilizados para se introduzir qualquer explicação são o que sustentam toda a estrutura de um texto: as perguntas. O segredo de textos longos é o número de questões respondidas quanto mais um tema é problematizado, mais informações serão abordadas. Dessa forma, além de promover fôlego para a redação, desenvolvendo subtópicos, fazer perguntas ajuda a fortalecer seus argumentos ou abandonar alguns.

Divida o assunto em tópicos e agrupe as ideias que se relacionam

Se há clareza em quais perguntas precisam ser respondidas, com os materiais obtidos na pesquisa, a organização de ideias por tópicos pode ser um bom acelerador da escrita. Sabendo o que será escrito, quais ideias deverão ser apresentadas, é possível transitar pelas diferentes partes, sem uma escrita linear. 

Essa prática torna bastante produtiva a escrita quando estamos bloqueados em um certo ponto do texto. É como renovar o foco. Investir no próximo parágrafo muitas vezes melhora o aproveitamento do tempo, o que é importante quando pensamos em tarefas com prazos-limite ou repetitivas que exigem entrega de resultados, como trabalhos da faculdade e atribuições no emprego. 

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger