Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2021. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 31 de outubro de 2019
Ensino é desafio em um mundo digital, aponta especialista
Copiar link
Ensino é desafio em um mundo digital, aponta especialista

A educação em um mundo com cada vez mais presença de tecnologia é um desafio para o futuro. Esta é opinião do professor da USP e membro da Institute of Electrical and Electronic Engineers (IEEE), Paulo Eigi Miyage. Para ele, que realizou uma palestra sobre smart cities e cibersegurança no Futurecom, nesta terça-feira, é necessário repensar o modelo educacional para equilibrar técnica e ética em um mundo cada vez mais interconectado.

Miyage tocou no assunto ao citar que há um número elevado de brasileiros que cometem ataques hackers sem uma intenção ideológica definida e sim, basicamente, para causar estragos alheios. “Por que o hacker pensa daquele jeito?”, questionou o especialista, enquanto falava sobre riscos a smart cities. “É preciso entrar na cabeça dele e entender.”

Uma hipótese é um sistema educacional que precisa avançar, segundo ele. “É importante repensar a educação. A população de agora é totalmente diferente da população de antigamente”, afirmou. “Os jovens têm uma outra interface de sociedade desde criança. TV, iPad, smartphone, como você vai competir com isso com o sistema educacional do jeito antigo?”, provocou.

“Não há solução mágica”

O professor salientou que a necessidade de disrupção não é reiniciar tudo, no entanto. “Não é um reset. Tem coisas que estão certas”, disse. Este caminho também não passa por simplesmente apostar na tecnologia: “Não há uma solução mágica de um chip que vai deixar todo mundo inteligente”.

“Não vamos formar médicos e engenheiros na só na frente de telas”, observou. “As novas tecnologias podem complementar. Você usar um e outro junto, para chegar a um novo nível de conscientização.”

Fonte: Correio do Povo

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger