Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Inovação | 23 de janeiro de 2020
Ensino Híbrido: aulas mais interessantes e conectadas
Copiar link
Ensino Híbrido: aulas mais interessantes e conectadas

Assim como todo o resto do nosso comportamento, a forma como aprendemos também mudou com as tecnologias. Estamos cada vez mais familiarizados com respostas imediatas, a interatividade e o acesso fácil a informações, quando e onde precisamos. Trata-se de um caminho sem volta, em que modelos devem ser reinventados, sobretudo na educação. 

As tradicionais aulas expositivas há tempos se mostram inadequadas ao novo público que ingressa às escolas e demais instituições de ensino. É preciso algo a mais para prender a atenção, tal como recursos diferentes e experiências engajadoras. Hoje, a dinâmica centrada na mera transmissão de saberes acaba perdendo espaço e outras surgem, como o uso de salas de informáticas e dispositivos tecnológicos.

O que é o ensino híbrido 

O ensino híbrido, também conhecido como Blended Learning, é um exemplo de alternativa aos modelos tradicionais. Ao mesclar propostas presenciais e online, a abordagem promove mais autonomia de aprendizado ao aluno. Com os recursos tecnológicos, as atividades são mais personalizadas e flexíveis, já que podem ser realizadas em espaços e horários alternativos. Além de manter o interesse do estudante, o objetivo é explorar ao máximo as habilidades, seja nos espaços escolares ou fora deles. 

Para implementar o ensino híbrido, possuir a estrutura física é só o começo. Salas de informática e acesso à internet com uma boa conexão são essenciais, mas não o suficiente.  É preciso revisar o plano pedagógico, a gestão do tempo e até mesmo ajudar a preparar os alunos para esse modelo. A partir disso, métodos diferenciados podem ser incrementados às propostas de aulas, em todos os níveis de educação.

Sala de Aula Invertida 

A Sala de Aula Invertida é uma metodologia que desconstrói a ordem das aulas expositivas, complementando a proposta com uma parte online. Com o modelo, os alunos entram em contato com o conteúdo antecipadamente e durante o encontro com o professor discutem os conhecimentos adquiridos. Para isso, pesquisas e leituras são indicadas aos estudantes, fora do espaço da sala de aula e geralmente usando recursos on-line.  

Laboratório rotacional 

O laboratório rotacional trata-se do modelo mais conhecido de ensino híbrido. Nele, um espaço convencional e um laboratório de informática são usados de forma intercalada. Com isso, algumas aulas podem ser expositivas e outras mais interativas. Dependendo da atividade proposta, os alunos podem aproveitar o tempo em um ambiente conectado para fazer pesquisas ou exercícios on-line sobre o conteúdo. 

Rotação por estações 

Na metodologia de estações, a sala é dividida em “postos” de atividades e a turma em grupos de até 5 pessoas. Cada posto possui um objetivo específico e no final todos se complementam. Esse circuito propõe-se a deixar a dinâmica da aula mais ativa e inclusiva, já que todos os estudantes participam independentemente do tempo e da quantidade de postos. 

Rotação Individual 

Assim como no sistema de estações, os alunos passam por postos de atividades, no entanto de maneira individual. Outro ponto de diferenciação é a personalização de exercícios, o estudante só realiza o que é indicado para o aprendizado. Nessa forma de ensino, o conteúdo se alinha ao desenvolvimento dentro da disciplina e às dificuldades específicas do aluno.  

 

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger