Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2020. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 20 de maio de 2020
Senado vota por suspender as provas do Enem 2020
Copiar link
Senado vota por suspender as provas do Enem 2020
Em votação na noite de ontem por 75 a 1, os parlamentares pediram o adiamento do calendário. Hoje, a Câmara deverá analisar o texto.

O Senado aprovou na noite de ontem a suspensão da aplicação das provas do Enem 2020. A votação teve 75 votos favoráveis e um contrário. Problemas na aplicação de matérias e perda de tempo de preparação em função da pandemia pelos alunos são alguns dos motivos apontados por senadores para a revisão do calendário do Exame Nacional do Ensino Médio (E-nem). O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) apresentou projeto para suspender os editais do governo federal que determinam as datas para a realização das provas deste ano.

No texto do PDL 137/2020, o senador considera “inoportuna” a publicação dos editais em face da emergência epidemiológica da Covid-19, que levou o Brasil a reduzir drasticamente as atividades escolares.

Izalci apontou como obstáculos a descontinuidade das aulas por longos períodos, as dificuldades na adoção de metodologias de acesso remoto para a maior parte dos estudantes brasileiros, as incertezas sobre a retomada do calendário escolar, e as “inevitáveis lacunas de aprendizagem”.

O senador ainda ressaltou que os candidatos podem enfrentar dificuldades com o acesso a lan houses, bancos e casas lotéricas, comprometendo inscrições, pagamento de taxas e outras solicitações previstas nos editais.

Antes da decisão, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou que o governo pretendia abrir consulta direta, por meio da Internet, aos candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para decidir a data de realização das provas deste ano. De acordo com o ministro, a consulta ocorreria na Página do Participante (enem.inep.gov.br/participante/), no final de junho. Os inscritos poderiam optar pela manutenção da data, adiamento ou suspensão da prova até o fim da pandemia do novo coronavírus.

A postagem do ministro aconteceu horas depois de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmar que não irá esperar o governo tomar uma decisão sobre o adiamento do exame e que deverá pautar o tema na Casa, logo na sequência, do projeto ser votado pelo Senado, o que ocorreu na noite de ontem.

CRONOGRAMA

■ As provas presenciais do Enem estão marcadas para o dia 1° de novembro (linguagens, códigos e suas tecnologias; redação; ciências humanas e suas tecnologias) e 8 de novembro (ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias).

■ As provas digitais estão agendadas para 22 e 29 de novembro. Mas as inscrições para as 100 mil vagas esgotaram-se em pouco mais de quatro dias de inscrições.

Fonte: Correio do Povo

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger