Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2021. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 22 de dezembro de 2020
Retenção de estudantes: como fazer?
Copiar link
Retenção de estudantes: como fazer?

Dois grandes desafios para as instituições de ensino sempre foram a retenção e a captação de estudantes, ainda mais em um período de pandemia no qual estamos passando. Porém, algumas instituições acabam focando mais na atração de novos alunos do que na retenção daqueles que já estão matriculados.

Para alcançar ambos os objetivos, não basta apenas apostar na qualidade do ensino e esperar atrair e manter os estudantes, a questão vai além. Faz-se necessário criar atitudes e estratégias concretas voltadas para a manutenção de um bom relacionamento, amparadas por um bom marketing escolar e apoio financeiro, que podem ajudar de forma significativa. Neste artigo, confira como realizar tudo isso. 

Mas o que é essa retenção de alunos?

A retenção de alunos em uma instituição de ensino é uma série de medidas criadas para facilitar e ajudar na permanência do aluno até o término do curso em que ele se matriculou. Resumidamente, é a criação de uma maneira de a instituição acompanhar de perto o aluno para que ele não abandone seu curso. Quando não existe esse planejamento de ações, encontra-se uma certa dificuldade em manter os alunos matriculados e a evasão universitária aumenta.

Na teoria, parece algo simples, porém requer um planejamento que deve ser pensado no cenário da instituição de maneira geral e outro planejamento específico visando alcançar cada aluno individualmente. E, para isso, é importante entender as razões por que um estudante abandona os estudos e, a partir disso, estabelecer medidas para controlá-las. Mas quais são os principais motivos para a evasão no ensino superior? 

Desinteresse acadêmico

Uma das principais razões que faz um aluno abandonar um curso é o obstáculo que tem em acompanhar o aprendizado, conciliando trabalho e os estudos. Priorizando a construção de renda monetária e ao perceber que não está acompanhando os demais colegas, ocorre sua desmotivação.

Localização geográfica

Outro empecilho que enfrenta um aluno e o impede de continuar no curso é a distância e o deslocamento até a instituição de ensino. O local em que ela está inserida e a distância entre as cidades, o aumento constante do preço da gasolina, falta de vagas apropriadas para estacionar, grande fluxo de carros nos acessos à instituição na sua chegada e saída das aulas são fatores que interferem na retenção dos alunos.

Problemas financeiros

A crise econômica e a pandemia que assola o país traz consequências em todos os âmbitos, principalmente financeiros, causando a muitos desses estudantes ou familiares a perda de seus empregos. Devido a essa condição, falta dinheiro para que as mensalidades sejam pagas dentro do prazo estipulado, ocasionando, muitas vezes, abandono do curso.

Insatisfação geral

Insatisfação com processos internos das instituições, como burocracia para transferência, solicitações de documentos e processos dentro das aulas, pode ser um grande fator, além da insatisfação com o corpo docente ou com os métodos de ensino. 

Quais ações tomar para a retenção de alunos? 

Partindo das principais dificuldades que podem surgir na vida dos estudantes citados anteriormente, é possível adotar algumas práticas para melhorar a retenção dos estudantes. Visando à necessidade de o aluno estar satisfeito com seu papel na instituição de ensino e nos processos de aprendizagem, deve se comunicar com ele diretamente, escutando suas ideias, opiniões e necessidades. 

O investimento em infraestrutura também não pode ser deixado de lado, o que contempla a implementação de soluções e ferramentas inovadoras. A tecnologia pode ser uma boa aliada na retenção de alunos. Confira a seguir algumas dicas de como fazer isso:

Invista no relacionamento

O relacionamento é uma prática fundamental para qualquer organização e seus clientes. Na era da transformação digital, se comunicar é uma regra. E no processo de fidelização de alunos, o relacionamento deve ser foco principal da estratégia de retenção. Crie canais de comunicação com alunos por meio das redes sociais ou portais próprios, que deem espaço para seus interesses e preocupações.

Aposte na tecnologia

Invista em um modelo de ensino que concentra métodos tradicionais e outros mais tecnológicos com cursos ou aulas que podem ser feitas a distância, normalmente pela internet, envolvendo os alunos para que eles aprendam de onde e quando puderem. Ao implementar a tecnologia, a instituição consegue deixar as aulas mais atraentes, trabalhando as habilidades dos alunos de maneira interativa, já o preparando para o mercado de trabalho.

Ofereça soluções financeiras

Como já citamos, problemas financeiros são um dos grandes motivos que fazem os alunos abandonarem os estudos. Por isso, monitore as dificuldades de cada um dos alunos na quitação de parcelas. Alguns pontos a serem cuidados:

  • Manter uma política de inadimplência geral, no qual corpo docente e os gestores estejam todos cientes, evitando ruído nas informações;
  • Cuidar na hora da cobrança, trate de forma discreta e educada, levando em consideração o histórico de cada aluno e o momento que ele está passando em sua vida pessoal;
  • Deixar claras as informações relacionadas a pagamentos, com os reajustes, taxas e cobranças adicionais;
  • Traga soluções e adote postura flexível em relação a descontos, parcelamentos e outros acordos para quitação de dívidas e mensalidades atrasadas desde o momento da matrícula. 

Como mapear as necessidades?

E como podemos fazer para mensurar as necessidades dos alunos e implementar essas soluções? Ao iniciar o período de matrícula em sua instituição de ensino, já é importante que pense na retenção e comece a mapear as necessidades desse aluno para que continue e conclua o período de estudo e, a partir disso, adotar táticas para auxiliá-lo. 

É possível prever o comportamento dos alunos que estão evasivos antes mesmo de isso acontecer, confira como: 

Examine as transferências

Fique atento para o histórico de transferência do aluno, cada aluno tem um ou vários motivos para justificar sua transferência. Por isso, antes de sair tomando atitudes para evitar a sua evasão, tente entender o motivo das transferências, às vezes vai muito além de apenas o preço da mensalidade. 

Atentar para o aluno

Estreitar o relacionamento com os alunos que estão iniciando na instituição é importante para que possamos entender seus desejos e necessidades, facilitando a sua retenção. Promova reuniões de acompanhamento ou uma ferramenta de avaliação de feedback constante. 

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger