Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2021. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 22 de junho de 2021
Vestibular digital: boas práticas e principais desafios
Copiar link
Vestibular digital: boas práticas e principais desafios

A entrada no ensino superior é o sonho de milhões de jovens que estão em processo de conclusão das atividades escolares ou que já têm o diploma do ensino médio em mãos. No entanto, no último ano esta dinâmica foi impactada pela pandemia e a recomendação de distanciamento social, deixando uma parcela significativa desta população de fora dos vestibulares.

Com isso, as escolas e faculdades viram a necessidade de adotar modelos inovadores para promover um exame justo, seguro e eficiente de ingresso de novos alunos. Uma das principais estratégias adotadas neste sentido é a adoção de vestibulares digitais – integrando um processo de aceleração da tecnologia e dos formatos à distância que atinge quase todos os setores da sociedade.

A realização de processos seletivos de maneira digital vem tendo, ao longo dos últimos anos, um crescimento significativo. De acordo com dados da plataforma de avaliações Prova Fácil, entre 2019 e 2020 foi registrada uma alta de 500% no número de vestibulares digitais ao redor do Brasil. Esta se tornou uma das principais alternativas durante a pandemia, facilitando a dinâmica para estudantes e também para as Instituições de Ensino (IEs), que deixam de focar na organização do espaço físico para as provas e podem concentrar energias na aceleração tecnológica de seus processos como um todo.

Este novo modelo dá ao aluno maior praticidade e comodidade para realizar a sua prova, evitando qualquer tipo de aglomeração em espaços fechados e eliminando o tempo de deslocamento até o ambiente em que seria aplicado o exame presencial. Ao estudante, basta ter um computador com acesso à Internet e um local silencioso – pode ser sua própria casa, como também bibliotecas ou laboratórios de informática. E, claro, encarar o vestibular com a mesma seriedade de sempre, pois o nível de dificuldade permanece e as plataformas costumam ter mecanismos de detecção de fraude (inibindo, por exemplo, que o vestibulando troque de aba em meio à prova).

O processo seletivo online traz vantagens também para as Instituições de Ensino, que hoje passam por um processo de adaptação na cultura para envolver cada vez mais o ambiente digital. A partir de plataformas confiáveis e softwares avançados, os vestibulares digitais são capazes de assegurar a lisura total do exame. Oferecer ao universo acadêmico a possibilidade de ingresso no ensino superior, sem a obrigatoriedade de ir até a sala de aula, é também um fator que aperfeiçoa a captação de novos alunos.

Compreendendo este cenário, empresas e instituições tradicionais do setor da educação têm se dedicado a desenvolver plataformas que passem toda essa confiança e qualidade para a realização do vestibular à distância. É o caso da Fundacred, fundação sem fins lucrativos de crédito educacional, que hoje já oferece esse recurso de forma gratuita para suas mais de 250 Instituições de Ensino conveniadas.

De maneira geral, a pandemia da Covid-19 trouxe a aceleração do processo de consolidação de diversas iniciativas ligadas à tecnologia que já vinham se mostrando tendência nos últimos anos. O Ensino à Distância (EAD) já é protagonista em 2021, com uma aceitação comprovada entre a maioria dos estudantes de cursos de graduação. O caso do vestibular digital segue esta lógica de soluções que foram implementadas inicialmente como medidas emergenciais, mas que a eficiência comprova que chegaram para ficar e guiar o futuro do setor.

FONTE: Assessoria Martha Becker

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger