Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130 | Como chegar

COPYRIGHT © 2021. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

| 06 de outubro de 2021
MEC apoia rede de excelência em formação inicial de professores
Copiar link
MEC apoia rede de excelência em formação inicial de professores

A região Sudeste já tem uma rede de três Instituições de Ensino Superior (IES) focadas em modernizar a formação de futuros professores: Universidade Federal do ABC (UFABC), Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Católica de Santos (Unisantos).

Elas aderiram ao Programa Institucional de Fomento e Indução da Inovação da Formação Inicial Continuada de Professores e Diretores Escolares. No primeiro edital, o programa selecionou as três primeiras redes, totalizando nove universidades. Além do Sudeste, já temos representantes das regiões Nordeste e Centro-Oeste.

“O MEC prestará apoio técnico e financeiro às instituições selecionadas, para que seja oferecida uma formação inicial de qualidade aos futuros docentes, com foco em vivência prática na escola”, explica o diretor de Formação Docente e Valorização de Profissionais da Educação, Renato Brito, da Secretaria de Educação Básica.

Na opinião do coordenador-geral da rede do Sudeste e pró-reitor adjunto de graduação da UFABC, Wesley Góes, o “programa de fomento e inovação da formação de professores no Brasil deve se tornar uma política permanente”.

A UFABC, líder da rede do Sudeste, já trabalha com licenciaturas interdisciplinares (em Ciências Humanas – LCH e em Ciências Naturais e Exatas – LCNE), e tem projeto pedagógico inovador capaz de pautar as mudanças necessárias na formação inicial de docentes. “Estamos discutindo a integração das estruturas acadêmicas das três universidades, com espaços de coaprendizagem, salas adaptadas e realidade expandida”, adiantou o coordenador Wesley.

O Programa

Ainda há vagas para mais 24 IES aderirem e receberem recursos financeiros do MEC para modernizarem os cursos de Pedagogia e Licenciatura (Letras-Português, Matemática, Ciências/Licenciatura Interdisciplinar). As inscrições terminam em 24 de outubro.

A atualização dos cursos superiores deve estar alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aos currículos e às matrizes das redes de ensino, às propostas pedagógicas curriculares das escolas de Educação Básica e à BNC-Formação Inicial.

Ao todo, o Programa contemplará 33 IES abrangendo todas as regiões do país. Além de adequação às normas vigentes, as universidades deverão incluir metodologias ativas, ensino híbrido, visão empreendedora e uso pedagógico das tecnologias.

O objetivo é formar 5.280 novos professores ao final de quatro anos (2022 a 2025), especialmente aqueles que já lecionam sem formação específica.

As universidades interessadas em participar do Programa deverão se unir em redes de três, sendo uma federal obrigatoriamente. As outras duas podem ser: estadual e privada sem fins lucrativos; duas estaduais ou duas privadas sem fins lucrativos.

FONTE: Governo Federal

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger