Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130
FUNDACAO DE CREDITO EDUCATIVO
CNPJ 88.926.381/0001-85 | Como chegar

COPYRIGHT © 2022. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 31 de agosto de 2022
Empresas investem na formação de seus funcionários para cobrir lacuna educacional
Copiar link
Empresas investem na formação de seus funcionários para cobrir lacuna educacional

Nove em cada dez empresas vão investir até o final de 2022 em treinamento e formação de funcionários. Além disso, elas não reduzirão investimentos em qualificação tecnológica. Os dados são de uma pesquisa realizada pela consultoria Deloitte e mostram que o setor privado vem oferecendo cursos por conta própria para suprir lacunas na formação educacional da população. É uma excelente oportunidade para desenvolver habilidades de funcionários e aumentar a diversidade no mercado corporativo, dizem analistas.

No estudo, a consultoria avalia que essa necessidade de maior qualificação realizada pelas próprias empresas reflete uma lacuna estrutural na formação desses profissionais. Confirma essa percepção o fato de a educação figurar como a principal demanda social do empresariado para o setor público, seguida por saúde, saneamento básico e segurança.

— As empresas têm assumido essa tarefa não só porque as escolas têm formado com falhas, mas também porque tudo está mudando numa velocidade rápida demais — afirma Dani Plesnik, líder de talent & culture da Deloitte. — A beleza disso é que eu tenho a oportunidade de aumentar a diversidade da empresa. Se tenho que ensinar, posso buscar pessoas de perfis diferentes e que mais precisam.

Parcerias

Com isso, empresas que oferecem treinamento para funcionários estão em plena ascensão. A Conquer In Company, por exemplo, unidade de negócios da Escola Conquer voltada para treinamentos corporativos, foi lançada em 2017 e, desde então, vem dobrando de tamanho a cada ano. Em cinco anos de existência, treinou 260 mil funcionários de mais de 500 empresas.

— A maior procura mesmo é por soft skills (habilidades comportamentais). Nosso três cursos mais buscados são Liderança, Inteligência Emocional e Produtividade e Inovação — afirma Karina Cardozo, head de produto da Conquer In Company.

Plesnik aponta que a rápida mudança das profissões exige uma formação holística:

— Ficou mais difícil ser profissional. Agora precisamos de senso crítico e capacidade de análise. Já as tarefas mecânicas serão feitas pelo Google.

Outra vertente de atuação é o treinamento de revendedores e parceiros. Moradora de São José dos Pinhais, Luciana Lopes da Silva, de 44 anos, fez os cursos de treinamento de vendas, desenvolvimento pessoal e empreendedorismo em março deste ano, no programa “Empreendedores da beleza”, do Boticário, gerido pela Conquer In Company:

— Foi este curso que me fez decidir por completar os estudos. Fez muito bem para minha autoestima e aprendi a usar a internet para vender.

Já a Ambev fechou uma parceria com a Education Journey, plataforma agregadora de soluções educacionais em tecnologia. O objetivo é contribuir para o desenvolvimento profissional dos colaboradores e prepará-los para os desafios do mercado de trabalho. A ferramenta já foi disponibilizada para 300 trabalhadores da companhia. Com mais de dez trilhas de aprendizagem, eles passam por requalificação e aperfeiçoamento em gestão, data science, marketing, tecnologia, entre outros. Também estão disponíveis aos colaboradores mais de quatro mil cursos de oito edtechs parceiras.

— As empresas precisam se tornar também a nova sala de aula e incentivar o aperfeiçoamento de seus colaboradores, preparando a força de trabalho para a nova economia — diz Iona Szkurnik, fundadora e CEO da Education Journey.

Leia também Educação continuada: conheça a parceria entre Fundacred e Domestika

Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger