Nossos serviços
Entre em contato

Capitais e região metropolitana:
4007.2302

Demais cidades:
0800.002.2302

Whatsapp:
4007.2302


Av. Júlio de Castilhos, 44 - Térreo
Porto Alegre - RS - CEP 90030-130
FUNDACAO DE CREDITO EDUCATIVO
CNPJ 88.926.381/0001-85 | Como chegar

COPYRIGHT © 2023. Conheça nossa Política de Privacidade.

brivia

Educação | 20 de janeiro de 2023
Aprendizagem Autodidata: o que é e como se beneficiar com essa prática?
Copiar link
Aprendizagem Autodidata: o que é e como se beneficiar com essa prática?

O conceito de aprendizagem autodidata está relacionado à capacidade que uma pessoa possui de aprender algo por conta própria, sem a ajuda de um professor ou mentor.

Antigamente, quando uma criança aprendia a tocar um instrumento sozinha, por exemplo, era considerada um ser diferente, pois tal fato era incomum e no mínimo, curioso de acontecer.

Porém, hoje em dia, com o avanço da tecnologia e o advento da internet o acesso à informação ficou muito mais fácil, um exemplo disso são crianças com celulares aprendendo outros idiomas e memorizando uma série de informações.

Ou seja, atualmente qualquer pessoa pode pesquisar e aprender sobre ampla variedade de tópicos online. Em tais circunstâncias, o autoestudo foi fortemente encorajado

De acordo com um estudo da TIC Kids Online Brasil 2017, divulgado pelo Comitê Gestor da internet no Brasil (CGI.br), 92% das crianças e adolescentes de 9 a 17 anos já se conectaram à internet em 2017.

Para se ter ideia, segundo a professora Isis Lixa, mestre em neurobiologia pela UFMG, embora muitos acreditem que a autoaprendizagem está ligada à genialidade, praticamente todo mundo pode ser autodidata.

Mas, na era da internet é importante entender que o mero acesso à informação é diferente do conhecimento.

Por isso, para que o estudo autodidata seja estabelecido de uma forma precisa e que faça a diferença, é essencial conhecer mais sobre essa prática e saber como até mesmo você que trabalha em uma empresa de ginástica laboral pode se beneficiar através dela.

Logo, pensando nesses fatores hoje iremos falar justamente sobre a aprendizagem autodidata, fazendo com que você entenda sua significação, quais são suas abordagens, seus benefícios e como aplicar essa aprendizagem. Vamos lá!

O que é a aprendizagem autodidata?

O auto-estudo é uma maneira de aprender por conta própria. É um processo de aquisição de conhecimentos, valores e atitudes que uma pessoa alcança por seus próprios meios, seja através do estudo ou da experiência. Nesse caso, a pessoa é chamada de autodidata.

Ou seja, ao imaginar um processo como o de análises microbiológicas o autodidata desenvolveria habilidades nesse meio, somente de olhar as pessoas fazerem sem ao menos ter um auxílio ou mentoria para o aprendizado.

Logo esse conceito se baseia na capacidade do indivíduo de adquirir os conhecimentos e habilidades. 

Sendo assim, o autodidata geralmente escolhe livremente o conteúdo para abordagem, atividades e tarefas de acordo com sua própria aptidão para a autoaprendizagem, indo desde informações sobre uma torre de iluminação a uma nova tecnologia que venha surgir.

Por isso, através desse processo o autodidata pode portanto, determinar o local, o momento e todas as modalidades relacionadas à sua formação. Pois ele é o principal responsável por suas decisões no contexto da autoaprendizagem.

Entretanto, é importante entender que a autoaprendizagem também pode acontecer de formas simples, por exemplo quando temos curiosidade sobre um assunto e pesquisamos no Google. Mas a autoaprendizagem pode ir além e levar a pessoa a aprender noções mais complexas.

Quais são as abordagens na aprendizagem autodidata?

Claro que existem cursos seminários e muitos outros métodos levam à formação de pessoas e são necessários para a geração de conhecimento. Mas hoje em dia, não podemos esperar por tal evento. 

Em busca do que deseja, você precisa tomar a iniciativa. Nesse contexto, a aprendizagem autodidata é próspera. O processo de desenvolvimento intelectual passa por várias etapas. 

Ou seja, por mais que se tenha uma facilidade em relação às informações nos ambientes digitais, é necessário que para que a aprendizagem de autodidata dê bons resultados, as pessoas tomem a iniciativa e busquem o conhecimento.

Sem dúvida, o desejo de aprender precisa ser despertado por alguém. Seja um amigo, através de um filme ou um professor. Porém, essa vontade de descobrir algo novo deve ser carregada por nós mesmos.

Logo, uma prática para que isso ocorra é buscar assuntos de seu interesse inicialmente, indo desde informações básicas como tendências da música como informações sobre um queimador para estufa de pintura eletrostática.

A era digital possibilitou uma maior exploração do conhecimento e mostrou que o processo de autoaprendizagem não exige apenas disciplina, repetição e memorização, mas também estratégia.

Logo, cabe às pessoas estabelecer um planejamento para que essa aprendizagem possa ocorrer, ou até mesmo cabe aos pais ao se tratar da primeira fase da vida dos pequenos proporcionar um incentivo e dar uma espécie de empurrãozinho.

Benefícios da aprendizagem autodidata 

Depois de conhecer as personalidades e características que compõem uma aprendizagem autodidata, não é difícil entender os benefícios dessa habilidade, certo? 

Entretanto, os benefícios da auto-educação não param por aí. Isso não se reflete apenas na pesquisa mas também se estende à vida em geral. 

Por exemplo, atualmente no cenário atual em que vivemos, desde uma empresa de refrigeração industrial a uma empresa de tecnologia buscam profissionais autodidatas, que possuem essa capacidade de se desenvolver. 

Isso porque esse método de conhecimento estimula habilidades importantes para o desenvolvimento pessoal e até profissional de todos, gerando benefícios incríveis e fazendo com que de fato as pessoas se diferenciam dos demais.

Logo, para que fique bem claro, confira alguns benefícios da aprendizagem autodidata e veja o quanto desenvolver essas habilidades tende a ser fundamental para sua vida estudantil, profissional e até mesmo pessoal.

  • Maior independência;
  • Criatividade constante;
  • Desenvolvimento acelerado;
  • Máxima eficiência;
  • Competitividade profissional.

Sendo assim, ao colocar em evidência alguns benefícios da aprendizagem autodidata fica claro o quanto inserir essas características desde a primeira data é um fator necessário e que tende a trazer reflexos incríveis ao se tratar da vida de todos.

Por isso, a busca pela aplicação da aprendizagem autodidata deve ser algo constante, pois assim as crianças em suas primeiras fases tendem a desenvolver habilidades únicas e totalmente especiais.

Como aplicar a aprendizagem autodidata?

Pelo contrário, a autoeducação é muito mais fácil do que muitos pensam e exige muita determinação, planejamento e estudo para que de fato essas habilidades sejam desenvolvidas e de bons frutos.

No entanto, aqueles que estão acostumados com o apoio de um professor em todas as etapas do aprendizado podem inicialmente se sentir ausentes, não importa o que estejam aprendendo. Mas não se preocupe – isso é normal e faz parte do processo de adaptação!

Mas o que você realmente precisa fazer para desenvolver essa funcionalidade? Vamos dar algumas dicas que serão úteis para você neste caminho de autoeducação. Confira!

1 – Identifique o assunto que você quer aprender 

Antes de iniciar a aprendizagem autodidata é importante que você identifique aquilo que você deseja aprender e como vai utilizar essa aprendizagem através da sua vida e dos momentos que venham acontecer.

Ou seja, você quer aprender sobre pressostato para água para arrumar um emprego que você deseja a anos ou até mesmo aprender inglês para que você consiga realizar um intercâmbio.

Por isso, definir alguns objetivos para que a aprendizagem ocorra é o caminho para que a aprendizagem autodidata aconteça e esteja em evidência através da sua vida e de cada momento.

2 – Monte um cronograma de evolução de conhecimento 

Com os objetivos e matérias bem definidas chegou o momento de montar um cronograma de evolução de conhecimento, justamente para que você não estude coisas avulsas em relação ao mesmo assunto.

Ou seja, ao decidir aprender sobre correia de borracha siga uma ordem de relevância e complexibilidade, conseguindo estabelecer muito mais eficácia e um estudo preciso através dos estudos realizados.

3 – Tenha uma rotina de estudos fixa 

O terceiro conselho é assumir seriamente a responsabilidade pela vida diária dos alunos. Por isso, é necessário marcar um determinado dia e horário e se dedicar aos estudos. Isso pode ser, por exemplo, uma hora por dia, de segunda a sexta-feira, ou duas horas todas as quintas e sábados. 

Além disso, tenha um bom espaço de estudo onde você possa organizar seu material, fazer anotações e se concentrar sem interrupções ou distrações.

Logo, ao estar buscando informações sobre chapa de aço carbono, é importante estabelecer essa rotina, pois só assim os estudos tendem a ser realizados de uma forma precisa e totalmente assertiva.

4 – Conte com boas ferramentas de pesquisa e informação 

Por fim, um bom autodidata sempre tem excelentes ferramentas de enquete e informação, pois é assim que aprende, tira dúvidas, descobre curiosidades, faz provas e muito mais.

Tomando o exemplo de estudar inglês por conta própria, você não deve apenas ter livros, dicionários e documentos, mas também usar canais de falantes nativos de inglês no YouTube, o que será muito útil para entender melhor a pronúncia das palavras e de maneira segura para uso diário.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Copiar link Comentários ()
Quero receber conteúdos voltados para:

Entre em contato através do WhatsApp

Entre em contato através do Messenger